sábado, 21 de junho de 2008

A TEORIA DE THOMAS MALTHUS NO SÉCULO XXI


A teoria por Thomas Malthus, no século XVIII, que assustou o mundo quando disse que a quantidade de alimentos não seria suficiente para toda população, nos dias atuais retorna com força total, mas não na questão da falta de alimentos, e sim com o aumento dos preços. Em sua teoria, Malthus sempre pregou que quem mais sofre com a falta de alimentos são os mais pobres, e é exatamente isso que preocupa as autoridades internacionais como, a Organização das Nações Unidas (ONU), o Banco Mundial (BIRD) e o Fundo Monetário Internacional (FMI). Segundo dados da Revista VEJA de 2008, os preços dos alimentos aumentaram 57%, e isso poderá fazer com que mais de 100 milhões de pessoas conviva com a miséria absoluta.
Alguns cientistas dizem que a causa da fome é culpa dos biocombustíveis, o que para o Brasil é motivo de orgulho, para o mundo é motivo de medo. No Brasil o milho e a cana-de-açúcar são os principais produtos que produzem o combustível, mas são diferentes na forma de produção, e na utilidade da matéria-prima.
Apesar das críticas para o Brasil, o presidente Lula critica alguns cientistas dizendo que esses desconhecem a realidade brasileira, o que é verdade. A questão da falta de alimento, na verdade não é só culpa do Brasil, mas sim do aumento dos preços dos alimentos, no aumento do poder aquisitivo da população de alguns países; o aumento no preço do petróleo que eleva os gastos com transportes e insumos; com as mudanças climáticas e finalmente as epidemias em aves e bovinos que acaba reduzindo a oferta de alimentos.

6 comentários:

Marisa, Martinho, Vânia disse...

A teoria de Malthus no século XI, foi pertinente com a situação da época. Ele acreditava que o crescimento da população era maior que a produção de alimentos, temendo que os alimentos faltariam para atender a população. Porém malthus nao contava com o avanço tecnológico, que teoricamente substituiria esta falta.

MARTINHO BITTENCOURT

Marisa disse...

Desde que Malthus elaborou sua teoria, são comuns os discursos que associam de forma simplista a exitência da fome no planeta ao crescimento populacional. A fome que castiga mais da metade da população mundial é resultado da má distribuição da renda e não da carência na produção de alimentos.

Os Tigres Asiáticos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Os Tigres Asiáticos disse...

PATRICK DOS SANTOS

A teoria de Malthus (1766-1834) durante o seculo XVIII,previa quer no futuro faltaria alimento para para a população,devido ao seu crescimento, que mathus classificou assim:

produção de Alimentos
1,2,3...

Crescimento Populacional
3,6,9...

Com essa progressão iria faltar alimentos, mais ele não incluio na sua pesquisa a tecnologia, que hoje faz produzir alimentos em curto espaço de tempo e de qualidade, mais no dia de hoje essa teoria começou a assuntar o planeta, relacionado a questão do biocombustiveis,(milho_EUA) que fez aumentar os preços dos alimentos. Para se termos uma ideia os preços tiveram um almento de 57%, o trigo chegou a 130%.Isso significa que pessoas que vivem na linha da miseria iram passar dificuldades, e almentara a pobreza, teremos nesse seculo falta de alimento, não por falta de produção, mais sim por falta de dinheiro

conde36 disse...

Valeu, isso me ajudou num dever de geografia!!

Anônimo disse...

Excelente postagem!
Somente faltou elucidar o fato de Malthus ter ignorado o progresso tecnológico nos meios agrícola e as futuras criações dos anticoncepcionais.